03/02/2021

Produção industrial de 2020 cresce durante oito meses seguidos, mas não recupera perdas da pandemia

A produção industrial brasileira encerrou 2020 com queda de 4,5%, mesmo após o oitavo mês consecutivo de alta. É o pior índice anual desde 2016, quando a queda foi de 6,4%. A baixa intensifica os efeitos da redução de 1,1% apontada em 2019.

Os dados constam na Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada pelo IBGE dia 2 de fevereiro. De acordo com a pesquisa, o último trimestre de 2020 teve crescimento de 3,4% na produção industrial. Na comparação com fevereiro, no período pré-pandemia, o crescimento de dezembro foi de 3,4%, e na comparação com dezembro de 2019 o crescimento foi de 8,2%.


Setor automotivo acumula alta de 1.308,1% em 8 meses, mas recua 29,1% em 2020

O avanço de dezembro em relaçao a novembro alcançou três das quatro grandes categorias econômicas e 17 de 26  ramos pesquisados. Para o gerente da pesquisa, André Macedo, esse resultado mostra uma regularidade de crescimento na produção industrial nos últimos meses. "Esse perfil generalizado de expansão está presente neste período", explica.



Outra influência positiva na passagem de novembro para dezembro veio da metalurgia, com 19% de alta, sexta taxa consecutiva e acumulado de 58,6% no período julho-dezembro. “É um segmento que tem atuado acompanhando o crescimento na produção da indústria automobilística”, diz Macedo. No ano, entretanto, a metalurgia acumulou queda de -7,2% contra 2019.

Outras contribuições positivas importantes na passagem de novembro para dezembro: máquinas e equipamentos (6,0%), de produtos têxteis (15,4%), de confecção de artigos do vestuário e acessórios (11,5%), de produtos de borracha e de material plástico (4,8%), de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (8,4%), de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (4,7%) e de produtos de metal (2,9%).

Entre nove atividades que apontaram recuo na produção, as principais foram produtos alimentícios (-4,4%), bebidas (-8,1%) e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-1,3%).



  

Contato

Rua Uruguai, 155 / 11º andar - Sala ObservaPOA
Porto Alegre-RS/Brasil - CEP 90010-140
Fone: 55 51 3289-6664 e 55 51 3289-6684
e-mail: observapoa@portoalegre.rs.gov.br

Newsletter




Desenvolvimento procempa
Prefeitura de Porto Alegre
Prêmio Cidades Sustentáveis